Skip to content
Plantas de Casas


Rack para sala

Por ser um espaço em que passamos a maioria dos momentos de lazer, a sala de estar é um cômodo que exige uma decoração estilosa e confortável.

Por isso, escolher o rack para sala exige alguns cuidados a fim de que você, sua família e até seus convidados aproveitem um ambiente organizado e bem decorado.

Uma das decisões mais importantes a ser tomada é o tipo de móvel que você prefere para colocar a sua televisão, e algumas das opções disponíveis são o rack comum, em que ela fica apoiada, ou o painel de parede, que permite que o aparelho fique suspenso.

Rack para sala

O importante é optar por um modelo que combine com o estilo do cômodo.

Mas não basta pensar na cor, no modelo e no material: ao planejar o mobiliário, você também precisa considerar o espaço de armazenamento, o tamanho da sua sala e até a altura certa do móvel para que assistir à TV seja mais confortável.

Para te ajudar a fazer todas essas escolhas na hora da compra, preparamos um guia completo com dicas práticas e ideias para você se inspirar!

Dicas para escolher um rack para sala

Antes de qualquer coisa, você precisa escolher o local do ambiente onde seu móvel será colocado. Listamos algumas regras que você deve considerar para tomar esta decisão da melhor maneira possível:

  • Confira a posição das tomadas. O rack deve ficar próximo delas, para que você não precise usar extensões;
  • Tente não colocar a televisão em frente a uma janela, já que a luz direta vai atrapalhar a visão da tela;
  • Centralize a TV de acordo com o sofá ou outro tipo de assento que será utilizado no dia a dia.

Com a posição definida, é hora de medir o espaço disponível. Anote o comprimento e a largura máximos e leve as informações até a loja.

medindo rack para sala

Assim, você não corre o risco de comprar uma peça grande demais, que não caiba na sua sala.

Para determinar a altura perfeita para o rack, sente-se no seu sofá, cadeira ou poltrona e meça a altura do chão até os seus olhos.

A metade de baixo da tela da televisão precisa ficar nivelada com o seu olhar e o ideal é que o apoio da TV esteja, no máximo, 30 centímetros abaixo dessa medida.

Também é essencial pensar em todos os itens que serão armazenados no rack. Televisão, aparelhos de TV a cabo, caixas de som, telefone e outros aparelhos eletrônicos: todos precisam ser listados e medidos.

Dessa forma, você se certifica de que a mobília tenha compartimentos de tamanho certo para cada um dos seus itens. Isso é essencial, já que, se não existir espaço suficiente para o ar circular entre os aparelhos, eles podem superaquecer.

Tipos de rack para sala

Com as informações básicas em mãos, é a hora de escolher o estilo do seu móvel. Aqui, você precisa levar em consideração os outros elementos da sala de estar, como revestimentos de parede e piso, além do restante da mobília, como sofá e mesa de centro.

As cores, o material e o modelo do rack devem combinar com o restante do cômodo.

Se a sala tem um estilo moderno, por exemplo, é uma boa ideia trazer um rack com linhas retas e detalhes em vidro ou metal.

rack para sala rack para sala rack para sala rack para sala rack para sala rack para sala

Da mesma forma, caso o cômodo tenha uma cara mais rústica, utilizar uma peça de madeira entalhada pode ser uma boa aposta.

rack para sala rack para sala rack para sala rack para sala rack para sala

Além disso, ao planejar o espaço para armazenamento, o ideal é prever tanto espaços abertos como fechados e é nesse momento que você precisa optar por um rack com nichos – que decoram e organizam ao mesmo tempo, expondo seus objetos –, com gavetas ou portas – que ajudam a esconder um pouco a bagunça.

Rack para salas grandes

No caso de um ambiente amplo, não há restrições quanto ao tamanho do móvel e utilizar um rack com painel ou estante é uma ótima pedida.

Uma peça maior, que ocupe bem as paredes, garante mais imponência e conforto, prevenindo que o cômodo pareça vazio. Só tome cuidado para não exagerar nos itens decorativos, para evitar poluição visual, e considere sempre que o espaço precisa ter uma boa circulação.

rack para sala rack para sala

Rack para salas pequenas

Se você mora em um apartamento ou casa com metragens reduzidas, sabe que cada centímetro conta na hora de decorar. Por isso, o ideal é apostar em um rack para sala pequena simples e de tamanho menor, evitando que fique desproporcional.

A dica é usar cores claras para ampliar o espaço. Peças de tom mais escuro deixam a decoração pesada e dão a impressão de que a sala é ainda menor.

Outra boa ideia é utilizar racks com superfícies reflexivas, com portas espelhadas, por exemplo. Além de deixarem a casa elegante, os espelhos ainda fazem o cômodo parecer maior do que realmente é, pois duplicam o espaço visualmente.

Peças vazadas, com nichos e pra teleiras, também trazem mais leveza. Mas, se você optar por um modelo fechado, prefira um com portas de correr: ao contrário das tradicionais, para serem abertas, elas não exigem a existência de um espaço livre na sua frente.

Rack com painel

Muito comum no mercado atualmente, este é o tipo perfeito para quem quer deixar a TV suspensa. O painel pode ser feito de qualquer tipo de material, como madeira, vidro e até pedra, permitindo uma combinação perfeita com o resto da decoração.

O maior benefício do rack com painel é permitir que toda a fiação fique escondida na parte de trás. Isso faz com que o cômodo fique mais organizado e com aparência mais leve.

Ele vai muito bem em ambientes pequenos, porque o local no rack onde a televisão ficaria é liberado para comportar outros aparelhos eletrônicos ou elementos decorativos.

Além disso, costuma ser mais compacto e favorece a circulação, garantindo que as pessoas não esbarrem no móvel e derrubem a TV, por exemplo.

Essas características não impedem, porém, que ele seja utilizado em usa sala grande. É um móvel extremamente versátil e é uma ótima adição a qualquer cômodo!

Rack suspenso

O rack suspenso não tem pés e fica preso na parede, deixando a área logo abaixo dele livre. É o móvel perfeito para quem é fã da decoração minimalista, que traz um aspecto mais clean para a sala.

Ele ainda permite uma otimização de áreas pequenas, já que o espaço embaixo do rack pode ser aproveitado para armazenar pufes ou bancos. Assim, caso você receba visitas, é só puxá-los e tem assentos extras, que não atrapalham a passagem pelo cômodo no dia a dia.

Rack moderno

A maior tendência de decoração para salas é o rack baixo. Ele deixa um espaço maior entre o móvel e a TV, que costuma ficar suspensa na parede ou em um painel.

Além de estar na moda, esta opção tem várias vantagens: deixa o ambiente mais clean, permite apoiar objetos mais altos – como vasos de flores – e até pode servir como banco quando você receber convidados – basta adicionar algumas almofadas para garantir conforto!

Apostar em móveis coloridos e até estampados também está em alta, mas tome cuidado: para não errar, a prioridade sempre deve ser escolher um tom que harmonize bem com a paleta utilizada no restante da sala.

Rack para sala planejado

Investir em mobiliário sob medida é uma ótima opção para quem tem uma sala pequena, já que é possível pensar em cada função que o móvel vai exercer e planejar a peça de modo a não desperdiçar nenhum centímetro.

Fora que é uma maneira de deixar o cômodo do jeitinho que você imaginou e é a solução perfeita para quem uma coleção de discos, CDs ou DVDs, por exemplo, porque a empresa responsável pela construção pode incluir, no seu rack planejado, nichos do tamanho perfeito para cada item.

Rack para sala planejado Rack para sala planejado Rack para sala planejado 1 Rack para sala planejado

Rack com painel embutido

Este estilo, também conhecido como estante ou centro de entretenimento, costuma ser mais alto e ter várias divisões, como lugar para guardar livros, CDs, para expor elementos decorativos, entre outros.

Rack para sala com painel embutido Rack para sala com painel embutido Rack para sala com painel embutido Rack para sala com painel embutido

Pode ser um desafio deixar este tipo de rack organizado, já que ele costuma ter vários nichos abertos. A dica para arrumá-lo é separar os objetos a serem dispostos por categorias, como livros, revistas, objetos de decoração, porta-retratos e arranjos de plantas.

Na hora de posicionar cada item, intercale os livros entre horizontal e vertical para quebrar a monotonia e não deixar as prateleiras com ar de biblioteca. Mescle a composição com quadros apoiados ou porta-retratos.